prayer-surrender

GUARDE O SEU CORAÇÃO

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração porque dele procedem as fontes da vida” (Pv 4:23).

Nós vivemos numa época de extrema insegurança. Usamos chaves, cadeados, alarmes, cercas, grades e até serviços mais sofisticados para nos guardarmos das constantes ameaças que nos rodeiam. E não poderia ser diferente, infelizmente. A escalada da violência no Brasil é algo assustador.

Mas nem sempre mostramos o mesmo tipo de cuidado para guardar o nosso coração. Não estou falando daquele órgão físico que bombeia o sangue por todo o nosso corpo, mas do coração no sentido bíblico da palavra. O coração é o nosso homem interior, o nosso verdadeiro eu, aquela parte de nós que nos define como pessoas e de onde procedem todas os nossos pensamentos, palavras e ações. A vontade de Deus é que o amemos com todo o nosso coração. Ao mesmo tempo, precisamos lembrar que o coração é enganoso e corrupto. Além de nossos olhos físicos, também temos olhos no coração, isto é, nossa capacidade de perceber realidades espirituais.

Enquanto tantas pessoas hoje se preocupam com sua aparência física, beleza, roupas e apetrechos, poucos realmente estão preocupados com o homem interior. Isso é triste porque, depois de tudo, é mais importante saber quem somos e não como as pessoas nos veem. Somente quando guardamos nosso coração realmente podemos falar de forma sábia, fazer as melhores escolhas e cumprir o propósito de Deus para nossas vidas.

Nós precisamos guardar o nosso coração quando tudo está dando certo para não deixar que ele seja ocupado pela arrogância, imediatismo e egoísmo. Precisamos guardar o nosso coração, quando tudo está dando errado para lembrar que, não importam as circunstâncias, Deus tem cuidado de nós. Precisamos guardar o coração quando estamos sendo tentados porque não há sabedoria nem benefício permanente no pecado. Precisamos guardar o coração em todos os momentos porque dele procedem as fontes da vida, isto é, tudo o que pode vir de bom procede do nosso coração. Por outro lado, se ele estiver dominado pelo pecado, o que procede dele não poder ser algo bom.

Para guardarmos o nosso coração é necessário encher ele das verdades de Deus. A boca fala do que o coração está cheio. Se nós abraçarmos a Palavra de Deus com todo o nosso ser, se nossas mentes forem transformadas pela verdade, se nossa forma de ver a vida é definida pela perspectiva da mente de Cristo, então nossa vida será frutífera, abençoada e abençoadora. Ao mesmo tempo, precisamos vigiar constantemente para não deixar que os inimigos do nosso coração encontrem espaço em nosso interior. Às vezes, já existem invasores em nosso coração que nos contaminam e minam nossas forças espirituais. Para expulsá-los, precisamos sondar o nosso coração, fazer um profundo exame interior até que descubramos os inimigos e os destruamos antes que eles nos destruam. Se for pecado, peça perdão e confie no sangue de Cristo. Se for mágoa, perdoe. Se for tristeza, alegre-se no Senhor. Se for orgulho, humilhe-se. Se for  ansiedade, ore e confie em Deus. Se for decepção, lembre-se que nosso Pai não nos decepciona.

Você está guardando o seu coração? Você está vigilante contra os inimigos da sua alma? Você tem enchido o seu coração da verdade de Deus? Você tem experimentando aquela paz indescritível por saber que o seu coração pertence ao Senhor? Acima de tudo, guarde o seu coração!

Jorge Noda.

 

Deixe um comentário

Or


+ 6 = onze